ACT 2017: Petrobrás apresentará nova proposta na quarta (19)

A ideia é dar andamento às negociações do Termo Aditivo ao ACT 2015-2017, em que a Petrobrás irá apresentar nova proposta. A reunião foi marcada para o dia 19, às 14 horas, no Edifício Cidade Nova, no Rio de Janeiro.

Será a segunda proposta da empresa, que demorou mais de um mês para atender ao pedido dos representantes sindicais – a primeira proposta foi colocada no dia 16 de setembro e rejeitada em todas as bases, já que continha uma série de retrocessos, como reajuste zero no salário básico, nos benefícios educacionais, no programa jovem universitário, adicional estado amazonas e adicional de campo terrestre de produção, além de reajuste da RMNR de 4,97% para salários até R$ 9 mil e parcela fixa de R$ 447,00 reais acima disso.

Também foi oferecido vale refeição/alimentação em substituição ao auxílio almoço, para quem não recebe “in natura”, com reajuste zero e percentual de 4,97% na tabela de grande risco e no benefício farmácia. Outra mudança seria a opção de redução da jornada de 8h para 6 h, com redução salarial de 25% para empregados em horário flexível e sem função gratificada.

Atos e “rolezinhos”

O Sindipetro-RJ e a FNP tem mantido as mobilizações nas bases, em defesa da Petrobrás e dos direitos e conquistas dos petroleiros. No Rio, dirigentes das duas entidades realizaram manifestações no Edifício Senado, sede temporária da empresa, na sexta-feira (7) e na segunda-feira (10). Nos discursos, lembraram as tentativas históricas de privatizar a Petrobrás, enfatizaram os prejuízos para todos os brasileiros que virão com a aprovação da lei que retira a obrigatoriedade da Petrobrás participar com no mínimo 30% na exploração do pré-sal e a ameaça de precarização do trabalho com a proposta de ACT apresentada pela empresa.

Caravanas e Plenária Nacional

Após a reunião de negociação com a empresa, a FNP e seus sindipetros se reunirão para avaliar os próximos passos da campanha de mobilização da categoria para a greve geral nacional, com indicativo de acontecer entre os dias 8 e 11 de novembro. As datas para retomada das caravanas de mobilização e realização da plenária nacional, programada para o dia 29 de outubro, poderão ser revistas.

Fonte: Boletim Surgente, do Sindipetro-RJ – 14 Outubro 2016.