Unidos, fortalecemos a Conape

O ano de 2013 mais uma vez confirma, que unidos e organizados, temos condições de melhor defender os nossos direitos

Prezados Associados

Neste final de ano, gostaríamos de lhes informar que 2013 foi bastante intenso. Vários problemas surgiram junto ao INSS, Ministério do Planejamento e Ministério da Justiça. Alguns com muitas dificuldades, que demandaram longo tempo para conseguirmos solução; outros mais fáceis de serem resolvidos; e, ainda aqueles, principalmente junto a Comissão de Anistia, que nos mostram o quanto é importante os anistiados continuarem unidos, fazendo parte de uma associação.

Desde a saída da Drª. Delfina, do Ministério do Planejamento, a Coordenação de Pagamento dos Anistiados Políticos ficou sem chefia. Os problemas que surgiam e as soluções necessárias para resolvê-los, não estavam sendo alcançadas tão prontamente. O Ministério do Planejamento estava em reestruturação e levaram alguns meses até ser nomeado o novo coordenador.

Frente a tal realidade, realizamos várias viagens à Brasília, sempre tendo em mente a necessidade de defender os direitos dos anistiados petroleiros e seus dependentes.

Dentro dessa política, a Conape, que sempre trabalhou com seriedade e competência, conseguiu estreitar os laços com a nova Coordenação da Folha de Pagamentos dos Benefícios dos Anistiados Políticos e tem conseguido resolver inúmeros problemas administrativos que tem surgido.

Trabalhamos o ano inteiro tentando ampliar nossos contatos, na tentativa de não permitir que nossos direitos sejam desrespeitados.

Fomos recebidos em Brasília por várias autoridades; e nesses encontros sempre estivemos conscientes da importância que a Conape tem para o grupo dos anistiados.

Os anistiados petroleiros são um número expressivo no universo de anistiados políticos, que é bastante pulverizado e com interesses bastante diferenciados. Esta realidade dificulta o consenso em relação à questão da anistia.

Continue contribuindo para a Conape; e se empenhe em associar novos companheiros, principalmente viúvas, que muitas vezes desconhecem a importância de uma associação como a nossa. Se hoje existe o Regime do Anistiado Político, foi graças ao espírito combativo daqueles jovens de 1964 que tinham um sonho e o perseguiram.

O ano de 2013 mais uma vez confirma, que unidos e organizados, temos condições de melhor defender os nossos direitos.

Feliz Natal e um 2014 repleto de êxito e realizações!

Fonte: Diretoria da Conape / Conape Notícias nº 15 (nov-dez/2013)