CONAPE

Saiba como funcionará o novo modelo do Benefício Farmácia

A companhia está fazendo os ajustes necessários para a transição para o novo modelo, como definições para processamento de reembolsos, realização de convênios com farmácias para descontos, entre outras questões. Também estão sendo elaboradas ações de comunicação para todos os beneficiários.

O objetivo do novo modelo do Benefício Farmácia, pactuado no ACT 2017/2019, é tornar o benefício sustentável e destiná-lo, principalmente, para as pessoas em tratamento de doenças crônicas priorizadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde, além de cobrir medicamentos de alto custo, doenças psiquiátricas e doenças neurológicas selecionadas tecnicamente, com aplicação da coparticipação. Com a adoção do novo modelo, não haverá mais cobrança de contribuições mensais fixas no contracheque. Na modalidade de coparticipação, haverá desconto somente quando o benefício for utilizado. Além disso, os beneficiários poderão obter descontos em farmácias que estão sendo conveniadas pela Petrobras.

Prazos

Em relação aos reembolsos de medicamentos, os adquiridos até 31/05/2018 com pedidos de reembolso entregues até 31/07/2018 serão pagos pela companhia ainda com base no modelo anterior.

Medicamentos adquiridos a partir de junho terão seus pedidos de reembolso tratados a partir de julho, de acordo com as novas regras e tabelas de coparticipação divulgadas no Anexo X do ACT 2017-2019. Ou seja, os beneficiários devem aguardar as orientações da companhia para solicitar os reembolsos dos medicamentos comprados a partir de junho.

Os beneficiários também poderão comprar medicamentos com desconto em algumas farmácias já credenciadas, a partir de 1º de junho. Até o momento, já possuem convênio com a Petrobras a rede Pague Menos e a Drogaria Venâncio (consulte no site de ambas para verificar os locais das farmácias). A companhia está finalizando outros convênios e informará a todos os beneficiários da AMS.

Em relação à modalidade de delivery de medicamentos, nada muda. Os beneficiários que já são atendidos por essa modalidade ou que necessitem de medicamentos de alto custo (valor unitário a partir de R$ 300,00) e oncológicos poderão utilizar o delivery, de acordo com os atuais procedimentos.

Confira aqui mais informações na apresentação feita às entidades sindicais.

Fonte: AMS/Petrobras, 01/06/2018.

Tagged , ,

Deixe uma resposta

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com