CONAPE

Petrobrás responde à Conape sobre demora no reajuste salarial dos anistiados

A estatal justificou que a demora é em função da reestruturação de banco de dados com informações dos anistiados

Conforme noticiamos nos meios de comunicação da Conape, o Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2019 foi assinado pelas partes (Sindicatos de Petroleiros e Petrobrás), e ficou definido o reajuste salarial (básico) de 1,73% (em 01/09/2017) e pelo IPCA em 01/09/2018.

Quanto aos anistiados e pensionistas da Petrobrás, entre os quais estão os/as associados/as da Conape, a empresa tem que informar o Ministério do Planejamento sobre o reajuste, e depois será inserido na folha de pagamento. Geralmente, este processo pode demorar um pouco. No entanto, a lentidão tem causado muita apreensão nos conapeanos.

A Conape tem feito cobrado da empresa sobre a efetivação do reajuste. Em 7 de maio, a Petrobrás respondeu à Conape, por meio de Carlos Rossi, da Gerência de Recursos Humanos e do Relacionamento com Empresa do Sistema e Entidades Externas.

Rossi justificou que a demora do processo é em função de a estatal, por meio da equipe de Tecnologia da Informação, estar em processo de reformulação do sistema de banco de dados com informações dos anistiados. “Estamos trabalhando para providenciar as atualizações referentes a 2017 tão logo seja possível”. Disse que, assim que os dados forem atualizados, serão enviados para todas as entidades, inclusiva à Conape.

Tagged , , ,

Deixe uma resposta

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com