CONAPE

A Conape e a SBGG-RJ promoveram a palestra “Viver Melhor”

SAM_0709_editada_web

No fechamento da edição de Conape Notícias nº 32 (set-out/2016), a Conape e a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia — Rio de Janeiro (SBGG-RJ), promoveram, a 20/10, a palestra “Preparando-se para viver muito mais do que havia imaginado”, no auditório do Sindicato dos Administradores do Estado do Rio de Janeiro (Sinaerj).

A palestrante, Dra. Emylucy Paradela, que rebatizou o evento como “Viver Melhor”, abordou (de forma descontraída e dinâmica) os seguintes temas: autonomia, independência, exames preventivos, alimentação saudável, atividade física, cuidados com a pele, cuidados com os dentes, doenças crônico degenerativas, doenças de Alzheimer e depressão.

O evento foi aberto pela advogada da Conape, Cláudia Dalla Costa, e contou com as presenças do presente da Conape, Abelardo Rosa Santos; do 1º Vice-Presidente, Antonio Carlos Klaes Fontes; dos diretores Carlos Olímpio Alves, Newton Menezes, e Idinéa Nicacio da Silva.

A Dra. Emylucy alertou aos presentes quanto à importância da realização periódica de exames preventivos para detecção da pressão alta, diabetes, câncer, obesidade, problemas com a desnutrição, entre outros. Ela indicou que a melhor forma é os idosos agendarem seus exames periódicos no mês de aniversário.

A palestrante sublinhou sobre a necessidade da manutenção do peso ideal, que pode ser medido pelo Índice de Massa Corporal (IMC). O IMC é obtido pela divisão do peso (massa) da pessoa pelo quadrado de sua altura, em que a massa está em quilogramas e a altura em metros. IMC=massa/altura*altura.

Quanto à prevenção da surdez, a Dra. Emylucy aconselhou que as pessoas evitem ambientes muito ruidosos. O barulho contínuo pode causar surdez irreversível.

Evitar o fumo, bem como ambientes de fumantes, foi outra forte recomendação.

Ela destacou, também, que o sono deve ser de tal maneira que a pessoa se sinta descansada no dia seguinte. O número de horas de sono pode variar, pois o sono adequado é o que resulta ser reparador.

A insônia inicial, segunda a doutora, pode ter diversos aspectos, como ansiedade, preocupação, muitas tarefas. Existe, ainda, as insônias intermediária (acordar no meio da noite) e a terminal (depressão).

A doutora, por meio de apresentação eletrônica, falou sobre atividades física, alimentação, cuidados com os medicamentos, atividades para manter a boa memória e o raciocínio, autonomia (capacidade de decisão), independência (capacidade de execução), administrar (com sabedoria) o tempo no cotidiano, ser mais tolerante, entre outros.

Nas próximas edições de Conape Notícias [nº 33 e 34] publicaremos matérias detalhadas sobre a palestra.

Fotos e texto: José Moutinho.

Vídeos da palestra:

Palestra “Viver melhor”, 20-10-16_1

 

Palestra “Viver melhor”, 20-10-16_2

Tagged , ,

Deixe uma resposta

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com